Meu caso, nem Freud explica !

Esse é título é o tema de uma comunidade no Orkut na qual participo , enfim ainda não tenho nenhuma opinião formada a respeito disso , dessa febre chamada orkut, mas a minha parte preferida disso tudo sem dúvida nenhuma são essas comunidades , algumas são engraçadíssimas...
Por exemplo eu sempre falo essa frase acima e a digitei na pesquisa , e não é que tinha a comunidade e com 42.912 membros , então penso logo, não é só o meu caso que Freud não explica e sim de mais 41.911 pessoas . Depois lembrei dessa maré de azar que pairou nas minhas férias então encontrei a comunidade perfeita pra mim " vai ter azar assim lá longe" , o que eu posso dizer que eu não sou a única azarada no mundo tem mais 89.930 pessoas que fazem parte da mesma comunidade ...
Ah mas uma boa notícia é que não existem tantas pessoas burrinhas no mundo como eu, na comunidade "Ainda bem que burrice não dói, não conseguiria nem sair da cama" , possui apenas 297 membros, eu não tenho orgulho nenhum de ser burrinha , mas acho que tenho que admitir isso , afinal não dá para remar contra maré
Só não gosto mesmo é de ter que dividir as comunidades do Chico Buarque com tantas mulheres 555 querem casar com ele ,quando a concorrência é tanta, sei muito bem que as minhas chances são nulas ...
então vou deixar em homenagem ao Chico (cantado por ele mesmo rsrsr) um piropo , já é um começo ....
e por sonhar o impossível
sonhei que tu me querias
Outros Sonhos
(Chico Buarque)
Soñé que el fuego helaba
Soñé que la nieve ardía
Y por soñar lo imposible
Soñé que tú me querías.
(Anônimo)
Sonhei que o fogo gelou
Sonhei que a neve fervia
Sonhei que ela corava
Quando me via
Sonhei que ao meio-dia
Havia intenso luar
E o povo se embevecia
Se empetecava João
Se emperiquitava Maria
Doentes do coração
Dançavam na enfermaria
E a beleza não fenecia
Belo e sereno era o som
Que lá no morro se ouvia
Eu sei que o sonho era bom
Porque ela sorria
Até quando chovia
Guris inertes no chão
Falavam de astronomia
E me jurava o diabo
Que Deus existia
De mão em mão o ladrão
Relógios distribuía
E a policía já não batia
De noite raiava o sol
Que todo mundo aplaudia
Maconha só se comprava
Na tabacaria
Drogas na drogaria
Um passarinho espanhol
Cantava esta melodia
E com sotaque esta letra
De sua autoria
Sonhei que o fogo gelou
Sonhei que a neve fervia
E por sonhar o impossível, ai
Sonhei que tu me querias
Por isso que digo " meu caso, nem Freud explica"

1 comentários:

Reinaldo Sagica postou o comentário número:

Pra não deixar no orkut... Deixo aki... Vc é o ar nos meus pulmões... o sangue nas minhas veias... a luz nos meus olhos... O Impulso que me leva a viver... Precisa dizer mais? Te Amo Muito... E Sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...