Aconteceu no hospital.

Hoje lembrei de uma moça que ficou na cama ao lado da minha quando fiquei internada no CTQ .Eu tinha queimado todo meu cabelo, orelha, lábios (que se transformou num cascão preto) todo colo, uma parte do ombro e abaixo do seio.Tem uma fotinho aqui do dia da alta hospitalar.
A moça tinha queimado uma perna do joelho pra baixo. Quando os médicos iam lá, a moça ficava cheia de questionamentos muitos deles sem fundamento,não sou observadora (ainda mais cheia de feridas e dor) mas a coisa era tão inconveniente que até eu percebi um dia que ela questionou porque um remedinho da cor marrom veio pra eu tomar e para ela não, juro!
Uma das médicas uma vez disse assim: poxa tu só queimastes a perna fica tão ansiosa, cheia de perguntas imagine se tivesse com queimaduras iguais a da Elaine.
E tem mais: a moça vivia no celular, queria resolver a vida da mãe, da irmã dos sobrinhos tudo dentro de um hospital.
E eu só conseguia me preocupar quando seria o próximo curativo, e se iria doer ou não. ahahahah.
Só lembrei disso agora, porque acredito que nem todos os momentos que vivemos são bons, eu mesma antes de 2010 nunca tinha nem conhecido um hospital, no máximo um consultório médico ou uma emergência (acompanhando minha avó).
Mas vivi aquele momento: conversava com as enfermeiras sobre coisas mais absurdas possíveis, curiosidades da vida e pessoais. Uma vez encontramos (Reinaldo e eu) com uma delas e ela ficou impressionada com a minha recuperação e disse que quando me viu de malha elástica pensou que fosse alguém que tivesse feito lipoaspiração ahahahhahah
Acho que todos os momentos alegres ou ruins ou muito ruins devem ser vividos como únicos, para que possamos aos menos nos lembrar deles com alguma forma de gratidão ou porque sobrevivemos para contar a história ou porque tivemos consciência que fizemos o melhor naquele momento para que tudo possa dar certo.

(Pra quem não sabe em janeiro de 2010 fiquei um mês e meio no hospital com queimaduras. Tem fotinho aqui de como saí. E estou em recuperação porque ainda tenho cicatrizes.)

3 comentários:

Bel Rech postou o comentário número:

Pior que tem pessoas que nã medem o que fazem...Que bom que se recuperaste bem, Elaine.
Paz e bem

josiane postou o comentário número:

TEM GENTE QUE NÃO TEM JEITO MESMO.
EU JÁ PASSEI POR UMA SITUAÇÃO CHATA NO HOSPITAL POR CAUSA DE UMA SENHORA, QUE ACHAVA QUE O QUARTO ERA SÓ DELA.

É INCRÍVEL COMO TEM PESSOAS ASSIM.

MAS É MUITO BOM QUE APESAR DE TUDO, VOCÊ ESTÁ SE RECUPERANDO!
BJS♥ :)

Janinha postou o comentário número:

É complicado, as pessoas as vezes preferem viver a vida dos outros, olhando pro lado e nunca pro umbigo.
E fico muito feliz q pensas assim, q as coisas que acontecem servem pra aprendermos e seguirmos. Isso é muito importante pra que as situações não nos derrubem... precisamos ser sábios pra nos dobrarmos mas não quebrarmos.
Bjocas querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...