Eu Li : O lado bom da vida!



Eu amo as dicas de Arte & entretenimento do Programa Studio i , não tem pra ninguém CUENCA, XÉXEO E TOM LEÃO arrasam. Evidente que sou consciente que muitos espetáculos não passarão nem por perto dos cinemas e teatros (oi?) daqui. Mas "O lado Bom da vida" veio e até mesmo antes da entrega do prêmio do Oscar (milagre!) no qual a Jennifer Lawrence ganhou o Oscar, então Reinaldo e eu assistimos o filme no qual a única referência que tinhámos era que tinha sido comentado no Stúdio i, e amamos!
Logo depois, soube que foi baseado no livro, que por sinal tem uma capa lindíssima, comprei-o para presentear uma amiga, mas não resisti e li antes, quando acabei de ler pensei:
" O Filme tem o final feliz que tanto Pat buscou no livro!"

Agora vamos ao meu resumo do livro:
Pat é um professor que é resgatado pela mãe de uma clínica psiquiatra sem saber que passou quatro anos de sua vida internado nesse "lugar ruim" como ele mesmo diz!
Volta pra casa com a condição de continuar tomando os remédios e fazer análise com um Psiquiatra. Sem noção da realidade, tem uma atitude neurótica começa a se comportar tal qual como a esposa desejasse que fosse o marido perfeito e começa uma guerra psicológica consigo mesmo fica viciado em exercícios físicos, ler todos os livros que ela indica em suas aulas de literatura e, claro conta os dias para o "fim do tempo separados" no qual ele acredita que está vivendo.
Nesse ínterim, reencontra um antigo amigo que o apresenta Tiffany, num  jantar. Ela é ninfomániaca, mesmo assim tem um envolvimento só de amizdade com o Pat, pois é claro, o mesmo acredita que não pode trair a "esposa".
Logo Tiffany que tem como hobby a dança percebe em Pat um parceiro de dança ideal e para que isso aconteça propõe a Pat que seja a ponte entre ele e Nikk, sua "esposa" através de troca de cartas , Pat escreve as carta, mas quem responde é a própria Tiffany se passando por Nikk.
No decorrer do livro Pat descobre que passou quatro anos no "lugar ruim" e perdeu o casamento do irmão, se reaproxima do irmão e volta a assistir os jogos de Futebol Americano com a família, sendo o único momento de diálogo com seu pai.
Descobre na terapia conclusões acerca de si mesmo.
Ao ver o vídeo de seu casamento  lembra o porquê passou quatro anos na clínica. No fim, tem a revelação de quem escreveu as cartas foi a Tiffany e não a Nikk, como acreditara porque Nikk seguiu com sua vida.
E junto com revelação veio a aceitação!
Confesso, que o filme é mais dinâmico, já o livro tem partes muito descritivas mas é uma leitura tranquila, chega a ser leve . Li em dois dias!




1 comentários:

Crys Leite postou o comentário número:

Que legal, estou ansiosa para ler.

Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...